sábado, 13 de março de 2010

Palavras!!!


 Bom mesmo é ser intenso, faz bem ser verdadeiro.

 Bom mesmo é ser humano! : )

A vida segue e a minha força não foi retirada.

A vida segue. E eu sigo, com ela.

(O que é meu segue em mim).

Entender!!!



Entender-se é impossível. Quanto mais você chega ao fundo de uma história, mais questões aparecem. Entender-se é tirar um tempo pra si. Entender-se é tentar reclamar do óbvio. Entender-se é sair pra dançar quando o que se quer é pensar.

Entender-se é varrer o chão. É varrer o chão do corpo. O chão da alma. É tentar limpar o que o sofrimento deixou. Não adianta. Sempre sobram migalhas. Sempre sobram resquícios de dor, que volta e meia deixam escapar uma lágrima.

Entender-se é rir da angústia, chorar da paixão. Chorar pela paixão. É correr morro abaixo, parar quando os pés perderem a força. É o amor em outro sentido. O amor de outro ângulo. Traz a percepção do mínimo e o exagero ao máximo. Entender-se é sofrer aos poucos, o subconsciente já sabe disso. É querer o pior para os atos e o melhor para os seres humanos. É beijar a boca, sentir o gosto do corpo, abraçar mais forte, sentir o osso no abraço.

É aproveitar o último beijo, o último cheiro, o último gole, a última emoção, o último sorriso. Entender-se é sentir. É amar, sofrer, perder, receber, retribuir, recolher, chorar, sair, reescrever. Entender-se é transformar a respiração em suspiro.