domingo, 11 de setembro de 2011

É eu sou estranha.



Não sou fria,
nem marrenta,
talvez um pouco agreste.
Mas não me julgue indiferente,
nem ache que não dou importância.
Não confunda com antipatia,
não defina como desinteresse.
Sim, eu sou estranha.
E estou apenas tentando não me machucar mais uma vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário